quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Calei por dentro,,,,,,,


Calei   por dentro
todos os meus sentimentos
deixei que fossem 
com o vento no tempo.
Nenhuma lagrima derrubei
para que não me vissem sofrer.
Não me fiz de forte,já estava forte
de tanto sofrer,dei um basta naquela
angustia tão acostumada
a minha pele.
Não tinha uma forma definida
o sentimento era de cansaço
seguido de desapontamentos,
de uma forma ou de outra
fui sobrevivendo,aprendendo,
que minhas decisões
tornam minha vida
completa.
Ando com os pés descalços
e já não sinto os mesmos espinhos,
talvez porque decidi ir por outro caminho
aquele era muito sozinho.
A ânsia de amar,de viver,por algum tempo
desnorteou o meu viver.
Calei  por dentro,
cansei de sofrer,
quero sentir o vento...
o mar em movimento
ver o sol,
sorrir por tudo,
amar a mim mesma
ser feliz e mais nada,
pois ,o coração ainda é o mesmo
apenas aquietou-se em suas próprias chamas.
Marcia M.

9 comentários:

Élys disse...

Um poema que demonstra que a força de viver e a esperança de uma vida feliz são as luzes que agora estão acesas em seu caminho.
Beijos,
Élys.

Joop Zand disse...

Always very nice to visit your blog.

Kisses, Joop

Dilmar Gomes disse...

É isso ai, Marcia. Nada de sofrer, o importante é sorrir.
Um abraço. Tenhas uma linda noite.

Edna Lima disse...

Somos nossas decisões.Lindo o poema. Bjs. Edna

Vivian disse...

...a Edna disse tudo!

somos nossas decisões,
e fazemos delas nosso
caminho de paz ou...

bjbjbjbj

SILÊNCIO DA MINHA ALMA disse...

Marcia Goste um poema lindo e cheio de Coragem e fortaleza, sempre gostei de ver uma mulher forte e a sorrir e deixa de sofrer.
Beijos
Santa Cruz (Diacono Gomes)

lis disse...

Lindo Marcinha
forte inquietante completo e sentimental.
adorei a forma de calar-te,num recolhimento em palavras.
meu abraço grande

MARILENE disse...

Seus versos mostram força e sabedoria. Que o vento leve o que nos faz sofrer e que nos sintamos inteiros para viver, plenamente. Bjs.

Patrícia Pinna disse...

Amiga, nada de se calar. Fale o que você tiver vontade de falar, viva o seu caminho, sinta o que tiver de sentir e deixe a Natureza se fazer uma contigo.
Quando calamos tudo, adoecemos a alma e isso é péssimo, nos furtando da nossa liberdade.
Salvo em algumas situações, é claro.
De qualquer modo, não se cale de todo, fale, ainda que indiretamente.
Beijos!