sábado, 31 de agosto de 2013

É Saudade

Foto : Carlos Pereira Silva
Blog Olhares do Chacal

É saudade que o peito invade.
não sei porque de tanta saudade...
 há  nas lagrimas o sol da tarde
a esperança ,o brilho e
você que de mim é só saudade.
Onde estás que não te encontro
onde estás que não te vejo,
No olhar do sol
regozija só o meu desejo.
Minha pele ao sol serve
em camadas me entrego
para que de mim se faça luz e cor
sobre os braços de um grande amor.

Marcia M.

9 comentários:

Joop Zand disse...

Bom dia Marcia

Palavras bonitas e uma grande imagem .... juntos eles formam um belo conjunto.

Atenciosamente e abraços para você,

Joop

brisonmattos disse...

e que seja o sol, o responsável por tanta energia.Deus através do amor está vendo.

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Marcia. Lindo poema.
Nem sempre o que procuramos, encontramos, passa o tempo da sua permanência, e sós ficamos, embora no nosso peito exista amor.
Por essa razão, a saudade do que foi, não poderá ser maior do que o amor que chegará e fará cumplicidade em nós.
Parabéns por colocar os elementos da natureza como se fosse um com você.
Perfeito!
Beijos na alma e lindo dia!

carlo disse...

linda poesia escrita de fácil interpretação.
Saudade!beijinho

Samsara SP disse...

Boa noite querida, gostaria de te convidar para participar do sorteio do meu blog com a parceria da Dinha Ponto Cruz, conto com sua presença, fica com Deus, beijinhos!
http://pontocruzdasamsara.blogspot.com.br/

Toninho disse...

No peito que mora a saudade, floresce esta série de vontades, que se expressam em desejos e quereres, que os versos embalados traduzem com saudade.
Uma bela inspirada criação.
Meu terno abraço Marcia.
Bjo.

Rui - Olhar d'Ouro disse...

Saudade, uma palavra tão portuguesa!
Lindo!

Anne Lieri disse...

Marcinha,sempre um encanto de poesia em seus blogs!Eu adorei!bjs,

Lu Nogfer disse...

Ah, saudade...Que lago transparente!

Gosto de sua sensibilidade poética, Márcia!

Beijos e uma linda semna pra você.