domingo, 12 de janeiro de 2014

Sobrevivo

Foto-Carlos Pereira Silva
Blog Olhares do Chacal

Tem dias, que tudo parece cinza ,as cores fogem do olhar
e a esperança se vai sobre os ombros e os pés cansados de tanto  lutar.
A dor, a agonia , se aliam  ao desespero de nada poder fazer,
o sofrimento não é uma opção , é uma constante afronta .
Inevitavelmente se desiste,pois, a morte chega perto  e o medo paralisa o viver.
Como um corpo a deriva deixo a vida me levar
fecho olhos e quase aceito o fim ,não quero mais lutar
nem por mim ,nem por nada que está ao meu redor.
Não encontro a saída ,não a luz nesta escuridão
e até a mão que tenta me acalmar é açoitada pelo desespero e pavor
que em mim há.
Sem vontade,sem desejos de vida
ao chão abatida,
ergo em um ultimo esforço meus olhos ao céus
e nele percebo a majestade da vida
a sublime magica 
o milagre do qual quero desistir.
A luz ,mesmo que pareça distante e inalcançável 
é real , é terna , é vida
onde quer que eu vá.
É a cena mais linda
o paraíso que sofrimento nenhum
poderá me roubar.
Marcia M.

4 comentários:

brisonmattos disse...

assista The Majestic,acabei de ver no HBO PLUS, porque vale a pena dar tudo pela vida.

Anne Lieri disse...

Marcia,uma poesia lindíssima e que emociona! Muitas vezes precisamos lutar contra a tristeza que nos envolve e buscar esse paraiso dentro de nós! bjs e bom domingo!

Dilmar Gomes disse...

Sobrevivemos, amiga Marcia. Um abração. Tenhas uma semana iluminada.

© Piedade Araújo Sol disse...

a esperança é a última a morrer.

a imagem escolhida é muito bela.

boa semana.

beijo

:)