domingo, 8 de janeiro de 2012

Forte Amor


Quanta coisa as vezes empoeira o nosso amor,
quantas nuvens por ele passa,quantas duvidas,
quantos medos.

Não tem como arrancar o amor do peito,
o certo é abrir as janelas do coração
e deixar que o nosso amor enxergue a luz do dia,
as verdades que ele precisa para se firmar
com raiz ,e assim ser forte...
tão forte que nada o faça morrer .
Estar ciente do que realmente  sente,
e não permitir,que as crostas pueris
se fixem no nosso amor.
Fechei meus olhos,
e mesmo cega,
eu te vi.
Mesmo longe te senti,
mesmo em fuga estivestes aqui,
Nada mais preciso fazer.

Por si o amor tem seus métodos
de nos fortalecer,
nos fazer sol em meio a chuva,
e nos fazer brisa diante do vendaval.

O amor salva
cura
liberta
e vence o mal.
Se for amor....
vence,
Tudo suporta.

Silencio...deixo o amor falar por mim,
com atitudes planto amor,
e com a sinceridade do coração
eu colherei o amor em flor.

Marcia Morais

5 comentários:

ValeriaC disse...

Lindos e sinceros os seus versos, pura intenção de que prevaleça sempre, o amor...
Beijos e feliz semana Marcinha,
Valéria

manuel marques disse...

O amor sente-se por aqui,flutua.

Beijo.

Zé Carlos disse...

"O amor salva
cura
liberta
e vence o mal.
Se for amor....
vence,
Tudo suporta."

Beijão Marcia.... ZC

Toninhobira disse...

Só pelo amor,que nos mantemos de pé e afinados com a vida,que nos espera para dias cada vez mais alegres.Que assim seja minha amiga e vamos juntos em mais um ano de sintonia e poesia.
Bom voltar por aqui.
Meu abraço de paz e luz nos seus dias.
Bju.

R. R. Barcellos disse...

Você, Márcia, sabe cantar o amor como poucos. Beijos.