terça-feira, 29 de maio de 2012

É amor


É amor tudo que sinto por você
é amor esse desejo de estar perto
de escrever para ti mil versos
e em todos eles não negar o quanto te quero.

É amor quando acordo
e você é meu primeiro pensamento
e quando a tarde vem,eu te procuro
nos versos ocultos e secretos
que minha alma tem.

É amor quando o desejo é forte
e a saudade aperta
é amor  quando com  ânsias de ti minha alma desperta
e tudo que quero é beijar-te meu bem.

É amor quando em silencio te amo,
quando calo meu canto ,quando eu me proponho
não amar mais ninguém,pois tu és o meu encanto
o único que me faz tão bem.

É amor desde a primeira vez que o vi
e em todas as partidas eu  quase morri
e voltei procurando-te pois percebia
que somente a tua presença me faria  muito feliz!
Marcia Morais.

14 comentários:

Glória disse...

Tão lindo o que vc escreveu, Marcinha, que até a Lua ficou mais bonita.
Lua crescente aí, e aqui em Itaipava.
Noite perfeita!

Beijos
Glória

R. R. Barcellos disse...

Quisera em dobro dar-te
Todo o teu amor bendito;
Mas como posso amar-te
O dobro do infinito?


Beijos, poetisa.

isa disse...

Minha querida,dá um saltinho ao momentos,dás?
Beijo.
Mamã isa.

Paulo Francisco disse...

Vim do blog da Isa.
Uma quinta bacana pra ti

ValeriaC disse...

Que sublime este AMOR querida...beijinhos,
Valéria

:.tossan® disse...

maravilhoso! Parabéns pela capacidade da escrita. Bj

Ira Buscacio disse...

Marcinha querida,
Eleger alguém para distribuirmos o nosso melhor é sempre a melhor escolha de uma vida.
bj gigante pra ti

Pitanga Doce disse...

Menina, você não brinca de escrever. Você ESCREVE. Só a Isa para me trazer aqui! Só podia ser bom!

Pitanga Doce disse...

Bom você ter ido lá na árvore. Tá linkado. A música também é 10 por aqui! Lembra o filme O Piano.

Alê disse...

Lindos pensamentos,

Leve poesia,

Vivian disse...

...a Isa soube escolher!

vcs são lindas!

bjokas com saudades da
minha linda!

Sandra Botelho disse...

Lindo amiga...Como sempre...Bjos no coração

Machado de Carlos disse...

Estrela, ah estrela! Anjos cavalgaram em cada luz. Inda tenho, em minha mente aquele uivo de prazer que matou minha sede de séculos! Ah, Estrela, volte logo, preciso de ti...

Machado de Carlos disse...

Ah, teus cabelos, nas madrugadas afora.... Como amei aquele sonho celeste! Inda tenho em meus minutos teus momentos de prazer. Dê-me, por favor, um copo d´água, por favor!...