sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Portas que fecham


Fecho a porta dos meus sentimentos
me calo por  dentro e lamento.
Alguns sonhos jamais devem ser despertados
devem permanecer em calabouços eternos.
Não chamei teu nome
não desejei a tua presença
foste um vento
de alento
que passará com o tempo.

Marcia M.

4 comentários:

Don Juan disse...



Olá Marcinha.

Passei para te visitar e deliciar

com o que escreves e dizer-te que

continuas como dantes "" sonhadora "

Bom fim de semana. beijo

Ana Bailune disse...

Lindíssimo! O tempo abre feridas mas vem ele mesmo e às cura.
Trecho de um poema que escrevi...
Boa tarde!

© Piedade Araújo Sol disse...

o tempo tudo sara...

bom fim de semana.

beijo

:)

Maria Rodrigues disse...

Nostálgico e belo. Por vezes temos de fechar os nossos sentimentos.
Beijinhos
Maria