segunda-feira, 13 de junho de 2011

Alma


Alma que navega pelos mares e suas tormentas,
Alma que se arrasta pelas terras secas,
Alma que inquieta busca insistentemente a paz,
Alma que se perde no abismo de palavras...
E enfim, se cala e ninguém ouve tua voz!
Alma...
Alma minha...
Rasgue o véu que te ofusca,
viaja em sonhos e desejos,
roube um beijo,e esqueça a solidão.

Alma..
que durante a noite sonha...
E durante o dia realiza... e encanta o coração.
Alma desperta-te nesta hora,
Sejas livre ...voe nas asas da ilusão.

Alma ...
Ame...Ame loucamente,
ame a exaustão...
se doe em presente,
manifestas o que sente.
Viva a vida...
com alegria e paixão.
Seja bendita alma,
seja leve...
como a brisa que em meu coração
hoje sopra.
Aquieta-te...
pois ,tudo passa...
e a alma
se faz renovada
em mim.
Marcia Morais.

7 comentários:

Sandra Botelho disse...

Dizem que as deusas nunca se entregam...Porque com vc seria diferente heim?
beijos mocinha.Fica bem

SAM disse...

Querida amiga,

Maravilha de poesia: livre, leve e solta!

Beijos com carinho amiga linda. Boa semana.

Ma Ferreira disse...

Oi Poeta Linda!!

Mas uma de suas poesias, que tocam o coração!!

Um beijo..seja feliz..hj..e sempre!

Ma Ferreira

Zé Carlos disse...

Marcinha, como já disseram, vc é um amor de garota!!!!! Beijão do ZC

Fernanda disse...

A alma livre e solta em voos de sonho e paixão.
Belo poema Marcinha. Tem tudo a ver com você.

Beijão

José Sousa disse...

Querida Marcia!
Apsar de teres este lindo blog, adoro o que escreves tão lindo!
"Alma que se perde no abismo de palavras". Também se passa isto comigo!

Beijinho grande.

R. R. Barcellos disse...

- Como eu ia dizendo...
- ...os poetas se reuniram - Camões e Fernando Pessoa - e brindaram tanto que deixaram transbordar talento.
- E olha só onde foi parar o excesso!
- Ô, moça... deixa um pouquinho pra mim!
- Lindos versos! Beijo.