sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Por hoje



Por hoje me proponho 
o silêncio,
pois,o silêncio tem sido a dose certa
o remédio certeiro para o meu desassossego .
Por hoje me proponho observar,
observar os meus gestos,
e o meu modo simplório de silênciar.
Por hoje serei luz,
que habitará a minha densa escuridão
e assim encontrarei o caminho,
que dará um rumo ao meu coração.
Por hoje direi que estou bem comigo,pois,sei
que nada é finito,
são apenas movimentos transitórios
do destino ,
murmúrios de cada estação.
Marcia M

3 comentários:

brisonmattos disse...

Ah...só não vale ficar triste.

Ana Bailune disse...

Boa tarde!
O silêncio é irmão da sabedoria!

R. R. Barcellos disse...

No silêncio escutei os corações.
Beijos.