domingo, 22 de abril de 2012

Semeadores


A vida já  é tão árida,poucos são os solos férteis,
poucos são aqueles que vem se preparando 
ou tem se preparado para o amor.
Plante o bem sem olhar a quem,
espalhe o amor, semeie em meio a dor,
mude,se reinvente,queira ofertar.
Não seja sábio aos teus próprios olhos,
tenha compaixão
tenha humanidade.
Semeie a felicidade.
Não perca seu tempo com maldades
pois ,ela volta pra você.
Guarde o seu desamor 
o teu rancor pra você...
não o espalhe como se fosse parte de nós
nós precisamos de amor,de paz.
Saiba que o teu momento é teu
ninguém consegue compartilhar a dor.
Não me faça de teu algoz
quando não o sou.
Não mire em mim seus dardos 
repletos de odio e dor.
Saiba que eu sou o amor,
e ele reina em mim
fazendo de mim
o que hoje sou.
Marcia Morais

3 comentários:

✿ chica disse...

Sempre inspirada,Márcia!beijos,lindo domingo!chica

Nilson Barcelli disse...

O que precisamos é mesmo de paz e amor.
Gostei muito do teu poema. Até conselhos para a vida tem...
Márcia, querida amiga, tem um bom resto de domingo e uma boa semana.
Beijos.

R. R. Barcellos disse...

Semente e solo, água e luz
Assim a vida se reproduz
Assim o amor impera e seduz
Assim ao alto a alma conduz.

Beijos.